quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Quanto tempo. Pouco tempo.

Tenho freqüentado a oficina de escrita do Nelson de Oliveira. Ímpar.
No Marcelino a coisa também começou com a corda toda. Danado.
Se bem que faltei na última aula. Sacomoé.
Acho que esse ano a coisa descamba. Ou não.
Ou viro oficinando profissional, ao menos.
Final de semana Itaú Cultural organiza: Invisibilidades: ficção científica no século XXI: ainda é possível? No blog oficial dá para saber mais, estarei por lá.
E a poete Denize Muller estréia virtualmente.
Está no ar o site da Terracota editora. Organizo, lá, o livro lilás do sexo. Contos eróticos.
E não deixe de aparecer no Encontro Prática de Escrita. Algumas cadeiras livres.
E não tenho como deixar de falar do livro os livros de sayuri da minha amiga Lúcia Hiratsuka.
Uma obra de porcelana com traços finos e coloridos.
Mais novidades logo. Logo.
T+

Nenhum comentário: