quarta-feira, 31 de março de 2010

Nessa data querida

Eu odeio aniversários, por tudo o que eles encerram de expectativas. De ilusão. (Mesmo não sabendo nem o que estava esperando, mas sabendo que o que estava esperando não aconteceu). São como cacos de certeza, de uma mudança que não ocorre em vinte e quatro horas, de um você que você não irá conhecer em um dia só porque, dizem, é o seu dia. Os presentes desejados não irão chegar, as pessoas não darão tanta importância assim aos seus sonhos velhos, às suas lembranças novas. Odeio aniversários, pois de todas essas expectativas a única que nunca falha é a de que você está envelhecendo, que um dia, bem mais próximo agora, irá morrer e que a solidão é um fato, assim você veio, assim vai ir. Odeio aniversários, porque me lembram as promessas que não cumpri, as metas que não alcancei e o quanto tenho deixado os dias passarem. Odeio aniversários porque tenho alergia a leite e nunca me divirto com os brigadeiros, a raspa da cobertura do bolo. Porque nem sempre tem bolo. Porque estou quinzer quilos mais gordo. Porque tenho que trabalhar mesmo assim e não sou tratado de forma mais branda pelos problemas e porque, na maioria das vezes, chove. Odeio aniversários porque o telefone sempre toca menos do que eu esperava e quem nos ama, (ah, quem nos ama!), vem sempre com uma surpresinha no final do dia depois de fingir que esqueceu o que realmente havia esquecido. Odeio aniversários porque eu sempre choro com qualquer cartão bobo, enrubesço com qualquer elogio, desejo bom, sincero ou não. Minhas bochechas se descontrolam e logo me derreto em gratidão pelas pessoas que me cercam, pelas coisas boas que já me aconteceram, por tudo que conquistei e aí, desarmado, lembro que esse ódio é pelo fato de que aniversário é um dia só e podia ser mais, sempre! Sempre o meu aniversário! Parabéns pra mim! E obrigado por vocês.

2 comentários:

Tiago Araújo disse...

é a esperança que nos move, não é esse o lema?

Laura Fuentes disse...

Infelizmente não pude ir, mas adoraria ver essas bochechas descontroladas. Dia de aniversário devia durar o ano todo.