terça-feira, 29 de maio de 2007

Cárcere Privado


Hoje fiquei preso em casa. A chave sumiu. O interfone não estava funcionando. E o Chaveiro queria 50 contos para me libertar. Eu assumiu a falta no trampo e dei uma de home office.
No começo quis levar numa boa, era uma ótima chance de descansar e tal, debaixo dos cobertores em um dia frio, mas logo algo se apoderou de mim com total força, um desespero incontrolável. O fato de não poder sair, mesmo que ilusório, já que 50 contos ou uns bons chutes na porta resolveriam, mas a questão era a liberdade imediata, essa situação me oprimiu de forma fantástica. Tentava me concentrar em outras coisas, mas num rolava. Minha cabeça era assombrada pelo pensamento da solidão eterna, da prisão angustiante. Minha liberdade sofria limites, logo ela que sempre foi tratada como uma criança mimada.
Pareceu aquele episódio da série “Hammer House of Mystery and Suspense”, mas em longa metragem, chamado Brinquedo de Criança, onde uma família acorda e descobre que sua casa está cercada por muros o calor vai ficando insuportável enquanto uma gosma verde invade a casa. É uma das coisas mais claustrofóbicas que já assiste, ficou na minha mente toda a vida, que lembrei graças ao meu amigo Guilherme Votto, grande cinéfilo.
Quantas vezes isso não ocorre em nossas vidas? Muros imaginários que nos impedem de viver realmente. O mais engraçado é, são imaginário, no entanto têm a solidez de um Berlim, claro que e ganhavam força extra na minha pão-duríce, afinal eu perderia minha sanidade, mas não daria os 50 paus ao chaveiro.
Té mais.


Child´s Play … Hammer House of Mystery and Suspense:


Trailer:http://videodetective.com/home.asp?PublishedID=742956Internet Movie Database:
http://us.imdb.com/title/tt0088909/Outro Link:
http://www.bocadoinferno.com/romepeige/filmes/B/B58.html

Nenhum comentário: