terça-feira, 24 de abril de 2007

Programação Imperdível da:


BIBLIOTECA TEMÁTICA DE POESIA ALCEU AMOROSO LIMA

PROGRAMAÇÃO MAIO - JUNHO / 2007

CURSOS


Escrevivendo - escrita e leitura para o cotidiano

por Karen Kipnis e Gilson Charles dos Santos

A proposta da oficina é incentivar jovens e adultos a produzirem textos e a refletirem sobre sua maneira de escrever. Pretende, assim, desmistificar o ato da escrita, transformando-a num processo centrado na reflexão sobre o assunto, sobre a forma textual adotada, o papel do leitor e o encadeamento das idéias. Neste módulo serão abordados os gêneros do discurso e gêneros literários.

Karen Kipnis e Gilson Charles dos Santos são professores de redação, graduados em Letras pela USP.

7, 14, 21 e 28 de maio e 4, 11, 18 e 25 de junho

Segundas, das 19h às 22h, no Mezanino

30 vagas

Poesia de cena - palavra, corpo e som

por Nilson Muniz

A oficina visa explorar a multiplicidade da poesia como via inspiradora de expressão voltada para a cena. O eixo principal será o desenvolvimento de uma narrativa poética corporal, a partir do suporte imagético da palavra. Utilizando-se da música e da dança, busca-se despertar no participante o poeta latente que reconstrói seu universo imaginário através do corpo e da voz, conduzindo a palavra em cena e explorando as suscetibilidades da poesia do som em movimento.

Nilson Muniz é ator, bailarino, cantor e compositor.

8, 15, 22 e 29 de maio e 5, 12, 19 e 26 de junho

Terças, das 19h às 22h, no Mezanino

25 vagas

Construindo e contando a literatura de cordel

por César Obeid

Através de histórias, dinâmicas e improvisos o participante aprenderá algumas regras (rima, métrica, verso, estrofe e narrativa) do cordel e do repente. O universo da poesia popular será mostrado com dinâmicas e exercícios de teatro de cordel. Haverá um sarau de encerramento com o trabalho dos alunos.

César Obeid trabalha com a recriação do cordel e do repente na educação, teatro e literatura. Autor do livro Minhas Rimas de Cordel, é membro da Ucran - União dos Cantadores Repentistas e Apologistas do Nordeste.

9, 16, 23 e 30 de maio e 6, 13, 20 e 27 de junho

Quartas, das 19h às 21h, no Mezanino

30 vagas

Sophia e João: poesia entre duas águas

por Micheliny Verunschk

A poeta portuguesa Sophia de Mello Breyner Andresen e o poeta João Cabral de Melo

Neto foram contemporâneos e mantiveram estreita relação poética e intelectual. O objetivo do curso é apresentar esse diálogo e discutir a produção desses importantes poetas e sua permanência na atualidade.

Micheliny Verunsck é poeta e mestre em Crítica e Teoria Literária pela PUC/SP. É autora de Geografia Íntima do Deserto, indicado ao Prêmio Portugal Telecom de 2004, e de O Obervador e o Nada.

9, 16, 23 e 30 de maio e 6, 13, 20 e 27 de junho

Quartas, das 19h às 21h, no Auditório

30 vagas

Narrativas breves - e outras nem tanto

por Marcelino Freire

Trabalhando desde minicontos até romances e poemas, destaca o trabalho com a linguagem e com a preparação de um livro. No primeiro módulo, uma discussão sobre o excesso de adjetivos e advérbios. Como "enxugar" o texto. Exercícios de minicontos. Reescrever, em poucas linhas, contos clássicos da nossa literatura. Como evitar clichês e lugares-comuns. No segundo módulo, o acompanhamento do projeto literário de cada participante. Discussão coletiva. Como preparar um livro. Abordagem sobre os gêneros. Discussão sobre divulgação/mídia.

Marcelino Freire é um dos principais nomes da nova geração de escritores brasileiros. Autor de Angu de Sangue, BaléRalé e Contos Negreiros, vencedor do Prêmio Jabuti 2006, entre outros.

17, 24 e 31 de maio e 14 e 21 de junho

Quintas, das 19 às 21h, no Mezanino

25 vagas


SARAUS

Concertos Literários

Coodenação: Eduardo Lacerda e Flávio Rodrigo Vieira

Recital de abertura com os poetas convidados Zhô Bertholini e Jurema
Barreto, editores da Revista A Cigarra, o mais antigo veículo especializado em poesia do país, com 25 anos de atividade.
Música convidada: Elisa Gatti, apresentando versões musicadas de poemas
de grandes nomes da
literatura, desde Casimiro de Abreu e Fernando Pessoa a Frederico Barbosa, entre muitos outros.
Sarau aberto à participação do público, convidado a declamar seus textos.
11 de maio

Sexta, às 20h, no Auditório

O Autor na Praça na Biblioteca

Coordenação: Edson Lima

O projeto O Autor na Praça acontece desde 1999 no Espaço Plínio Marcos, na Feira de Artes da Praça Benedito Calixto, e em diversos eventos na grande São Paulo, reunindo escritores, poetas, cartunistas, músicos e outros artistas. Tendo como ponto central a literatura e agregando outras formas de manifestações artísticas, o projeto ocupará a Biblioteca, promovendo lançamentos de livros, recitais, apresentações musicais etc.

18 e 25 de maio e 1, 15, 22 e 29 de junho

Sextas, às 19h30, no Auditório


EXPOSIÇÃO

Xilo, Cordel e Repente

por César Obeid

As três principais vertentes da cultura popular sertanejo-nordestina: xilogravura, a forma tradicional de impressão das capas dos folhetos de cordel; literatura de cordel, uma das mais tradicionais narrativas em versos; repente, o improviso poético (cantoria de viola).

As xilogravuras populares estão umbilicalmente ligadas às ilustrações das capas de folhetos de cordel. A exposição mostra a como é feita a interação das matrizes e dos versos, através de impressões em tecidos coloridos.

Serão expostas xilogravuras, matrizes, folhetos de diversos períodos, livros, CDs, além de textos informativos que localizarão o visitante neste mágico universo da cultura popular brasileira.

De 7 de maio a 30 de junho, de segunda a sábado, das 8 às 19h.


APRESENTAÇÕES MUSICAIS

Sábados, às 18h, no Auditório



Mona Gadelha

Iracema - Do Épico ao Pop

Uma Iracema lírica e ao mesmo tempo contemporânea, neo-tropicalista. Samplers de bases rítmicas do maracatu do Ceará e de registros indígenas formam a trilha sonora para a cantora e compositora Mona Gadelha recitar trechos do livro Iracema e introduzir pequenos comentários sobre a personagem de José de Alencar. A índia Iracema, lenda associada à origem do povo do Ceará, tornou-se ícone feminino, musa inspiradora de obras musicais, dramáticas, literárias, cinematográficas e de manifestações da cultura popular.

12 de maio


Edvaldo Santana

Reserva de Alegria

Edvaldo Santana apresenta canções que realçam a importância que a poesia tem na sua obra, começando pela literatura de cordel trazida pelos pais nordestinos, passando pelos poetas da periferia e suas parcerias com os poetas concretos e contemporâneos. No repertório, músicas de seu último CD, Reserva de Alegria, e parcerias com Arnaldo Antunes, Augusto de Campos, Itamar Assumpção, Paulo Leminski, Tom Zé, entre outros.

19 de maio


César Obeid

Literatura de Cordel e Repente

O universo da cultura popular traduzido por muitas rimas, ritmo e movimento. César Obeid apresenta poesias e histórias, criadas ou recriadas por ele. Tradição oral, fábulas, mitos e histórias contemporâneas ditas em rimas e versos. Improvisos (repentes) interagindo e descontraindo o público.

26 de maio


Nilson Muniz

CabraPedra

O universo poético do escritor João Cabral de Melo Neto é o fio condutor desta performance que desenvolve um vocabulário cênico composto de elementos como a palavra, o gesto e o canto. O imaginário do poeta, tendo como instrumento o corpo e a voz, permite a condução da palavra em cena e a descoberta de novos caminhos na busca de uma narrativa.

Participação do músico Filpo Ribeiro (viola,violão, rabeca e marimbau).

2 de junho


Bráulio Tavares

Contando Histórias em Versos

Escritor, poeta, compositor e cantador, Bráulio Tavares transita nesses dois universos diferentes, mas próximos, que são a poesia e a música. Neste show apresenta canções narrativas na obra de artistas de diferentes gêneros, desde Chico Buarque e Caetano Veloso até Luiz Gonzaga e Beatles, além de canções próprias. Recita também poemas de Carlos Drummond de Andrade, Augusto dos Anjos, Mário de Andrade e outros.

16 de junho


Fabiana Cozza e Marcelino Freire

Cantos Negreiros

Freire lê/interpreta trechos do seu livro Contos Negreiros, enquanto Fabiana canta/interpreta canções afro-brasileiras, num espetáculo em que a palavra e o canto estão misturados, um dando ritmo ao outro. No repertório, músicas de Chico César, Dorival Caymmi, Paulo César Pinheiro e até Roberto Carlos. Canções que ganham outro significado se ouvidas no contexto dos textos de Freire. Contos e cantos ditos e entoados com uma certa ginga, um certo humor, uma certa melancolia.

Participação do percussionista Douglas Alonso.

23 de junho


Assis Ângelo, Sebastião Marinho e Luzivan Matias

Sarau Matuto

Apresentação de poemas de autores nordestinos do século XIX e do limiar do século XX, esquecidos da memória coletiva, e também algumas modalidades e regras do chamado mundo da cantoria. Assis Ângelo declamará os poemas e a dupla de cantadores repentistas Sebastião Marinho e Luzivan Matias o acompanharão ao som das violas.

30 de junho


Inscrições para os cursos:

De 25 a 28 de abril e 2 a 5 de maio, de segunda a sexta, das 9 às 19h, e sábado das 10 às 16h, pessoalmente ou pelo telefone 3082 5023. As vagas serão preenchidas por ordem de inscrição.



Todas as atividades são gratuitas.



BIBLIOTECA ALCEU AMOROSO LIMA


Av. Henrique Schaumann, 777 - Pinheiros

Tel. 3082 5023 - 3063 3064



by Universo da Letras

Nenhum comentário: